domingo, 8 de junho de 2014

UM HOSPITAL ABANDONADO - UMA PARÁBOLA DA IGREJA ATUAL


Quando há uma queda na igreja como nos dias atuais então podemos descrevê-la em uma parábola. A igreja atual (os cristãos atuais), aqueles cujo coração não se voltou inteiramente ao Arrependimento e a Santidade de CRISTO, estes podem ser comparados a um hospital velho, sujo e mal cuidado. A igreja atual pode ser comparada a um hospital velho e abandonado, sucateado, que de fato nem parece mais um hospital. As pessoas doentes estão ali na porta para serem atendidas, fazendo filas, uns sentados, outros encostados nas paredes. Uns sentaram nos bancos do comodismo e preguiça, fracos e doentes não tem como reagir. Outros se encostam nas paredes das falsas profecias enquanto aguardam o seu cumprimento, as suas 'promessas'. Alguns doentes chegam em estado grave, gravíssimo, e infelizmente quando conseguem ser atendido eles ao invés de tratamento apenas recebem a sentença de morte.

JEOVÁ é o DEUS que Ressuscita os mortos, mas este hospital velho e falido em que se tornou a igreja atual, apenas diz as pessoas "você está morto, não tem jeito para você, não há solução". Como uma igreja morta espiritualmente poderá dar vida a pessoas mortas espiritualmente? A igreja atual precisa ressuscitar e isso não vai acontecer se não houver um grande arrependimento, desde grandes a pequenos, ricos e pobres, livres e servos. Denominações e o povo de fora das denominações, agora devem verdadeiramente se arrepender, se submeter ao Arrependimento do Espírito Santo e observar o Retorno ao SENHOR e a Santidade do SENHOR para poderem ser curados e participarem da Ceia das Bodas do SENHOR JESUS.

A igreja atual não tem como curar os enfermos, limpar os leprosos, ressuscitar os mortos, dar de graça o que recebeu de graça, ela não tem mais poder, Poder do Alto, e por isso ela apenas vê os doentes e os condena a morte. Ao invés de trazer cura, apenas desânimo, desapontamento, ao invés de Santidade, apenas profanação.

Que o SENHOR os abençoe. Reflitam e ouçam a Voz do Espírito Santo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário