quinta-feira, 14 de novembro de 2013

O QUE É O EVANGELHO?


"Se no passado, Jesus e o Evangelho foram rejeitados por um mundo corrupto, porque pensaríamos que este mesmo Jesus e o Seu Evangelho seriam aceitos nestes dias por uma igreja mundana e corrupta, que simplesmente recusa arrependimento, como a igreja do Brasil?"

Porque Jesus morreu na Cruz?

Uma pergunta com muitas respostas, mas uma delas é: Porque Ele foi rejeitado. O Evangelho portanto também é o Evangelho da Rejeição, não espere ser aceito nestes dias quando você carrega um Evangelho de Verdade! Se Jesus pregasse o mesmo evangelho (sem poder) que a igreja hoje vive, prega e acredita, jamais Ele teria sido crucificado, teriam dado a Ele um troféu promessas, um troféu talento, "melhor pregador do ano", ele venderia 100 mil dvd´s e ganharia um disco de diamantes de uma gravadora secular, ou uma honra qualquer. Ai de quem tem seu galardão aqui na terra!

O que é o Evangelho?

O Evangelho é a mensagem que nós, os cristãos rejeitaríamos um pouco antes da vinda do Senhor Jesus de acordo com as Escrituras, sendo necessário que a meia-noite fosse dado um grito de despertamento, "ai vem o Noivo", sendo necessário que muito, mais muito próximo a vinda do Senhor Jesus a própria Igreja fosse chamada ao arrependimento e então se levantasse, despertasse e voltasse ao Evangelho! O Evangelho é o Poder de Deus para salvação de todo que crer, mas a bíblia é clara dizendo que a nossa geração seria a geração que estaria rejeitando o Evangelho e sendo chamada ao arrependimento por causa da sua grande apostasia!

Os dias da apostasia final chegaram, seria comum budistas rejeitarem o Evangelho, porém nos últimos dias o Senhor nos avisou que mesmo os que se dizem cristãos estariam rejeitando a mensagem de Cristo! Isto é chamado de dias de engano, cobiça e avareza dentro da igreja, onde se prega dinheiro no púlpito e muitos negam o Espírito Santo! Há igrejas onde eles defendem a bíblia, clamam "sola scriptura", eles até mesmo criticam a teologia da prosperidade, mas eles negam o Deus da bíblia ao dizer "os dons espirituais cessaram, Deus não tem mais profeta hoje em dia, não precisa mais disso", eles assim negam o Espírito Santo, tentando domesticá-lo e adaptá-lo ao seu  próprio poder intelectual de interpretação das Escrituras!

Uma das formas de interpretar as escrituras sem o Espírito Santo é dizer que Deus quer você rico, outra é dizer que dons espirituais cessaram, você está de todo jeito torcendo as escrituras para defender um ponto de vista pessoal teu. Não deveria haver debate sobre este assunto, porém o inimigo sabendo que Deus derramaria seu Espírito nos últimos dias, e que os jovens e velhos teriam sonhos e visões, e profetizariam, sabendo disso ele mesmo enquanto a igreja dormia veio e plantou o joio no meio do trigo. Ele veio e plantou a teologia da prosperidade, dinheiro, dinheiro, dinheiro, o falso evangelho que vemos na televisão brasileira e em boa parte das igrejas, de outro lado, enquanto outra parte da igreja dormia, ele veio e plantou "os dons espirituais cessaram, não tem mais profeta hoje em dia", então quando um profeta se levanta dizendo "assim diz o Senhor", eles recusam, eles debatem, eles se reúnem para discutir pontos de vista pessoais de forma amistosa, com cordialidade e respeito, para tomar cafézinho juntos, mas não para procurar o que Deus está falando. Ao fim destas conversas cada um sai com sua opinião "foi bom o debate"!

Nunca ouvi Jesus mandando debatermos a palavra de Deus! Então nós temos de um lado, falsos profetas, profecias mentirosas, dons espirituais falsos, falso fogo, empolgação, profecias que dizem "eu li o Salmos 73 e Deus me falou que você tem que me dar R$ 73", profecias falsas e mentirosas, "pegue seu telefone, ligue já aqui e plante uma semente de R$ 1000 e tua família será salva", isto é engano e blasfêmia! Porém do outro lado, nós temos o povo do "sola scriptura", muitos dos cristãos reformados, dizendo "Deus não fala mais, tudo já está na bíblia, Ele não dá mais sonhos, visões, revelações a ninguém", e então eles começam a dizer que teologia da prosperidade está errado, ao mesmo tempo que eles começam a usar as escrituras para justificar seu gosto por música deste mundo, filmes deste mundo, conversas deste mundo, sabedoria deste mundo, roupas deste mundo "Deus não liga para a roupa que você veste, tudo bem se você andar pelado, mostrando seu corpo", o coração deles é frio também!

Em Atos 15, quando Paulo trouxe a Jerusalém e aos Apóstolos a complicada questão da circuncisão, eles não se reuniram para debater pontos de vista diferentes, eles sabiam que a verdadeira unidade só era possível se Deus trouxesse uma Palavra, e foi isso que eles fizeram, se reuniram para buscar o que diz o Senhor! Os Apóstolos ouviram Paulo, e o Senhor confirmou o que Paulo dizia, e a igreja conseguiu manter a unidade! Esta era uma Igreja que ouvia o Senhor e andava com o Senhor! Hoje em dia promoveriam um debate, cada um defenderia seus próprios pontos de vista, a igreja da prosperidade traria seus testemunhos mirabolantes, a da "sola scriptura" traria seus melhores argumentos, no final das contas, regados a muito respeito e cordialidade, ninguém ali poderia ouvir o "assim diz o Senhor"!

Hoje em dia na igreja nós nos acostumamos a falar de Deus, mas não gostamos mais de ouvir Deus falar.

Ao mesmo tempo que nenhuma profecia da escritura é de particular interpretação, apenas o Senhor pode nos fazer interpretar e viver, também nenhuma profecia vinda de Deus contradirá o que diz a bíblia, as escrituras. Por isso nem a teologia da prosperidade pode ser aceita como Palavra de Deus, e muito menos a teologia que diz que Deus não fala mais hoje em dia, os dons espirituais cessaram. A própria bíblia diz do derramar deste dias, em Joel, antes da vinda do Senhor Jesus, o Messias, sonhos, visões, profecias, o Senhor preparando a Igreja, chamando a Igreja ao arrependimento, santificação, esqueça o dinheiro, esqueça os filmes e as músicas deste mundo, vídeo-games, voltemos ao Evangelho da Cruz e do Sangue de Cristo!

Vamos acordar e sair do engano povo de Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário